Pote de dinheiro caído na mesa.

– Qual dinheiro?

– Aquele que você deixou para trás quando decidiu não agir.

– Como assim? Do que você está falando?

– Sabe aquela ideia que você teve há uns dias, semanas, meses atrás e que tinha muita confiança que lhe geraria um bom dinheiro, mas que não foi colocada em prática porque você pensou:

  • “E se eu divulgar minha ideia/produto/serviço e todo mundo quiser?”
  • “E se eu não conseguir atender todo mundo?”
  • “E se meu produto/serviço não vender?”
  • “E se eu não der conta do meu sucesso?”

Lembra agora?

– É, parece que sim.

– Pois é, você acabou deixando dinheiro na mesa por medo de agir, deixou ele para outra pessoa que agiu antes que você. O dinheiro estava disponível no “mercado” simplesmente aguardando algum corajoso agir.

Esse breve diálogo que eu criei aqui acima é para chamar sua atenção para as oportunidades de aumentar sua renda que você está deixando para outra pessoa aproveitar.

Você já vivenciou ou conhece alguém que já passou por essa situação de não agir por medo do resultado que a mente criou mesmo antes de tentar?

Você nem sabe qual é realmente o resultado da sua ação, mas sua cabeça sabe e isso é suficiente para lhe bloquear?

Então esse texto é para você, para começar a quebrar barreiras internas, ou para ajudar seu conhecido(a) a fazer o mesmo, e enriquecer.

Qual é o obstáculo?

Só por 1 minuto, permita-se pensar em uma ideia que você teve e que não tirou do papel por acreditar que não daria conta dos resultados que imaginava que teria.

Um exemplo: minha esposa vende roupas de ballet e pensou em divulgar seus produtos num grupo fechado do facebook chamado “Clube da Alice”.

No mesmo instante que ela me contou a ideia já me trouxe um obstáculo à sua ação.

Disse que imaginava que não teria produtos suficientes para atender todas as mães.

Ou seja, teve a ideia (vender os produtos no “Clube da Alice”) e o obstáculo (e se eu não tiver produto suficiente para atender toda a demanda?).

Agora é a sua vez.

Se permita, por apenas 1 minuto, pensar em pelo menos uma situação semelhante vivenciada por você ou por algum(a) conhecido(a) que você escutou.

Qual a crença?

Agora que você já lembrou da situação e, principalmente, do que a(o) limitou, responda:

O que a(o) faz acreditar que esse resultado imaginado realmente acontecerá?

No caso da minha esposa, perguntei para ela:

“O que faz você acreditar que terá demanda para todos os seus produtos?”

E se isso não acontecer (se não tiver demanda para todos os seus produtos), como vai ser?

Vamos lá, responda à essa mesma pergunta. É sua chance de desbloquear suas ideias.

Entenda seus sentimentos, seus medos, para que então possa domá-los.

Qual o caminho?

Agora que você lembra da ideia, do que lhe limitou, das suas crenças que apresentam a origem do seu bloqueio, dos resultados possíveis criados pela sua mente e daqueles possíveis caso seu medo não se confirme, podermos estabelecer caminhos seguros para tirar suas ideias do papel e lhe gerar dinheiro.

O que eu quero dizer com isso é que para superar essas crenças nós só precisamos encontrar caminhos alternativos e usá-los a nosso favor.

Voltando no meu exemplo:

A IDEIA: divulgar produtos de ballet no Clube da Alice.

O OBSTÁCULO 1: não ter produto suficiente para atender todos os pedidos.

O OBSTÁCULO 2: perder muito tempo para entregar todos os pedidos.

POSSÍVEL SOLUÇÃO PARA OBSTÁCULO 1: na divulgação dos produtos já mencionar quantas peças tem de cada modelo e gerar urgência na compra.

-> “Compre agora, últimas unidades!”

-> “Compre antes que acabe (depois que acabar, 45 para ter de novo.”

POSSÍVEL SOLUÇÃO PARA OBSTÁCULO 2: definir um dia específico para as entregas e colocar na divulgação.

-> “Entregas realizadas toda quarta e sexta de tarde. Verifique disponibilidade de agenda.”

Se algum(a) cliente não aceitar suas condições, aceite que nem todo mundo é cliente para você.

Isso é bom, pois dá oportunidade para outras empresas/pessoas atuarem no seu mercado e lhe ajudarem a suprir toda a demanda.

Faz sentido para você?

Por fim … aquele dinheiro

Esse é o processo:

  1. Trazer à consciência suas limitações, seus bloqueios, o que lhe impede de agir;
  2. Desestruturar seu pensamento limitante;
  3. Criar um caminho simples e fácil para agir;
  4. AGIR.

Pelo menos é assim que ele faz sentido e funciona para mim.

Então pare de deixar dinheiro na mesa para os outros e comece a aproveitar as oportunidades que você mesma(o) pode criar.

Sua mente é muito boa para lhe proteger, criar cenários hipotéticos e limitar suas ações, no entanto, você pode ser mais esperta(o) e não dar ouvidos ao que ela diz e continuar acreditando nas suas ideias.

Dê o primeiro passo, experimente esse processo que estou lhe mostrando.

Qual o pior que pode acontecer? Você continuar como está?

Caso sinta-se confortável, comente o que achou do post aqui abaixo. Inclusive, se funcionou ou não para você ou se há algo para melhorar.

Se quiser minha ajuda, deixe seu comentário para que eu possa lhe ajudar.