Já prepare a caixinha de Band-Aid (ou de curativo adesivo), pois se os sinais que vou apresentar aqui abaixo forem realidade na sua vida, é bem provável que você vai precisar deles.

Apresento eles não como uma forma de apontar o dedo e te criticar…

Faço isso como uma maneira de despertar sua consciência pra que você já possa pensar em como sair da crise sem colocar você e sua família em risco.

Homem mostrando a explosão na mente, representando que meu post tem como objetivo a tomada de consciência pra descobrir como sair da crise antes que ela pegue você.

Vamos à eles…

1) Existe a possibilidade de você perder seu emprego ou fechar sua empresa.

Caso isso seja bem possível de acontecer (mais de 50%), daqui pode vir o primeiro golpe duro da crise em você.

Talvez ele ainda não te jogue no chão, mas ele vai te desorientar por um tempo.

Isso porque a maioria das pessoas está tão acostumada com a rotina que elas vão ficar completamente perdidas quando isso se concretizar.

O impacto real só vai poder ser sentido se combinarmos esse sinal com os outros que vêm na sequência, principalmente o próximo…

2) Você e seu marido/esposa possuem apenas 1 fonte de renda.

Ou seja, estão os dois em cima de uma cadeira que tem só um pé, fazendo o possível pra continuarem se equilibrando.

Se esse pé quebrar (caso vocês percam o emprego ou fechem a empresa), vão pro chão com certeza…

E vão ganhar alguns hematomas nessa queda.

Mas não se preocupe porque você vai poder se apoiar em seus colegas e nos seus amigos pra se levantar, pois é bem possível que eles tenham caído também.

3) Você e seu marido/esposa não controlam os gastos de vocês.

Não fazem isso nem uma vez por semana, por 20 minutos que seja.

Se essa é sua realidade, saiba que você está correndo um grande risco de se endividar…

E passar meses (MUITOS), ou até anos, pra conseguir se curar desses ferimentos (dívidas) depois que tudo melhorar.

Por quê?

Porque sem controlar seus gastos você não sabe pra onde seu dinheiro está indo.

Com isso, você não consegue tomar melhores decisões financeiras agora e, caso você perca parte da renda, não saberá ao certo como reduzir suas despesas pra se adaptar à uma nova realidade.

Até você conseguir se ajustar já vai ter entrado no cheque especial ou pegado algum empréstimo pra não deixar sua família sem comida.

E é aí que a SUA crise vai começar…

4) Desde o começo do ano (ou mais que isso) sua família tem gastado mais do que ganha.

Se você vive uma realidade como essa nem precisa da crise pra você saber que em algum momento o buraco que você está cavando vai ficar tão fundo que você não vai conseguir sair, não é?!

Agora imagina se parar de entrar dinheiro, ou se sua renda diminuir 30% (é o que está reduzindo a renda das famílias de classe média-alta na crise)…

Ou mais de 80% (como no caso de famílias de classe média-baixa).

Esse hábito de gastar mais do que ganha vai gerar feridas profundas em sua família, se é que já não está gerando.

E isso em troca de quê? Status? Poder? Satisfazer os filhos?

Manter esse hábito é um excelente caminho… pra sua ruína financeira, seja numa crise ou não.

5) Você e seu marido/esposa pensam que todos os gastos são essenciais e que nada pode ser cortado.

Foi tão difícil conseguir aumentar sua renda pra conseguir colocar uma TV a cabo na sua casa, ou melhorar a internet, não é?!

Quanto tempo você esperou pra conseguir contratar uma diarista e agora que você se acostumou com ela vai ter que dispensá-la? Sem chance…

Eu sei o quanto isso é doloroso, ter que dar um passo atrás…

Pra muitas pessoas isso é quase impossível.

No entanto, tempos de crise pedem medidas de contenção.

Caso elas não sejam tomadas, você vai cair no sinal #4 e seu futuro, muito provavelmente, será as dívidas.

6) Você e seu marido/esposa não têm pelo menos 3x o custo de vida mensal de vocês guardado num fundo de emergência.

Afinal, pra que poupar se a vida é tão curta, não é mesmo?!

Por falta de organização (a mesma que eu comentei no sinal #3) ou de planejamento, o dinheiro nunca sobrou.

Mas tudo bem, não é?! Seu salário sempre vem no começo do mês e você consegue respirar novamente…

E se agora ele não vier mais?

7) Se você perder sua renda, ainda não sabe como vai fazer dinheiro de outra forma.

Afinal, você nunca precisou pensar nisso, pois sempre teve a “estabilidade” de um trabalho de carteira assinada…

Por isso, nunca pensou num plano B.

E agora, talvez queira deixar pra pensar nisso só quando realmente acontecer, não é?!

Quando for demitido(a) ou baixar as portas da sua empresa de vez.

Quando ver as contas chegando e seu dinheiro indo, sem previsão de entrar novamente…

Conclusão

Não é fácil ler esses sinais e perceber que alguns (ou muitos) deles fazem sentido na sua vida atualmente.

Quanto mais deles forem sua realidade, mais machucada(o) você ficará durante e após a crise.

No entanto, saiba que ainda dá tempo de reduzir os ferimentos dessa crise

Mas é necessário que você aja agora.

Existe a possibilidade de você perder sua renda e você ainda não sabe o que fazer se isso acontecer?

Comece a pensar num plano emergencial e a buscar por novas fontes de renda.

Um excelente caminho pode ser você ler esse meu post recente, que inclusive eu dou formas de você fazer dinheiro durante a crise.

Na sua casa vocês não controlam os gastos de vocês, ou estão gastando mais do que ganham?

Sigam a estratégia que eu uso aqui na minha casa (e que compartilho contigo nesse link) e que vai organizar a vida financeira de vocês como nunca imaginaram que era possível.

Acreditam que nada pode ser cortado na vida de vocês?

Então apenas faça uma readequação e pague apenas pelo que vocês efetivamente usam.

Veja nesse post algumas dicas que dou pra você reduzir até R$ 1.000,00 por ano em menos de 2 horas no telefone.

Por fim, você e seu marido/esposa não possuem um fundo de emergência?

Então clique aqui e veja 2 estratégias de ouro pra você começar a poupar (podendo começar com R$ 1,00) e a formar esse fundo que vai garantir sua tranquilidade em tempo difíceis.

Por fim, lembre-se que tudo passa, e que se você tiver saúde e uma família ao teu lado você pode superar qualquer situação, por mais difícil que pareça.

Nesse sentido, pode considerar que faço parte da sua família 😉

Agora me conte, gostou desse post? Se identificou com os sinais que apresentei? Deixe seu comentário aqui abaixo.

0 0 vote
Article Rating