Imagine você levando sua família toda pra uma viagem internacional sem qualquer tipo de planejamento.

Você simplesmente comprou as passagens de ida e avisou a todos o dia da partida.

Não sabem quantos dias vão ficar, onde vão dormir, quanto de dinheiro precisam levar, quando vão voltar… nada.

Numa situação dessa, onde não existe qualquer segurança, as chances da família discutir e brigar são altas, concorda?

Pois bem, se esse stress pode acontecer numa viagem sem planejamento, pode também acontecer com a família que não possui um bom planejamento financeiro familiar.

Que não compartilha seus sonhos, seus objetivos, suas prioridades e que não traça caminhos juntos.

As chances de haver opiniões contrárias é enorme e isso pode causar inúmeros pontos de tensão na relação de um casal e na relação dos pais com seus filhos.

Por isso, pra evitar um desgaste desnecessário dentro das suas relações familiares, é fundamental que vocês elaborem juntos um planejamento financeiro familiar.

Considerando a opinião de todos e alinhando as expectativas e o esforço que cada membro da família vai colocar pra fazer com que tudo o que vocês querem aconteça.

Pra te ajudar com isso, veja só o que você vai ver nesse post…

O que é um planejamento financeiro familiar?

Antes de te mostrar em detalhes como montar seu planejamento financeiro familiar quero apenas conceituar ele pra que a gente fale “a mesma língua”, ok?

Pra isso, vou aproveitar uma definição do blog do André Bona que diz…

“O planejamento financeiro é uma maneira de organizar suas despesas de forma inteligente e funcional, visando o equilíbrio e controle das suas contas e do seu dinheiro.”

E eu vou além…

É também a maneira de organizarmos nossas receitas, juntamente com nossas despesas, pra que tenhamos a visão do funcionamento total do nosso dinheiro.

Ou seja, é ter o controle das finanças da sua família pra que vocês entendam como ela funciona e possam planejar coisas pro futuro sabendo que vão poder realizá-las.

É não esperar as coisas acontecerem, mas sim fazer elas acontecerem como e quando vocês querem.

É imaginar seu futuro e fazer ele caber no seu bolso.


A importância de ter um planejamento financeiro familiar

É muito comum eu ver nos casais que eu atendo a seguinte situação:

A mulher tem o plano de terminar de pagar o financiamento imobiliário ou de trocar de casa o mais rápido possível e o homem tem o plano de trocar de carro ou comprar um novo eletrônico pra casa.

Só que um não compartilha seus planos com o outro e nem tentam chegar num denominador comum.

Aí o que acontece?

Quando sobra um dinheiro e eles precisam tomar uma decisão do que fazer com ele a mulher puxa pra um lado e o homem pro outro.

Resultado? Discussões, brigas e, as vezes, até separação.

Tudo porque não existiu um planejamento financeiro familiar.

Porque não foi conversado sobre o que cada um quer com o intuito de buscar objetivos comuns pra família.

E no final das contas acabam não fazendo nem uma coisa e nem outra.

Portanto, se você não quer que a sua realidade familiar seja repleta de brigas e discussões, e quer que você e seu marido/sua esposa se esforcem no mesmo sentido, então é fundamental que façam o planejamento familiar de vocês.

Mas como fazer isso?

É o que eu vou te responder aqui abaixo.


Como fazer um bom planejamento financeiro familiar

1) Tenham uma boa organização financeira

Se você pensa em fazer uma viagem de carro, é fundamental que uma das primeiras coisas que você faça seja verificar se seu carro tem condições de aguentar essa aventura, certo?

Não importa se vão ser apenas 100km ou 1.000km…

Você precisa ter certeza que vai conseguir ir e voltar do seu destino sem surpresas no meio do caminho.

Transportando essa mesma lógica pro planejamento financeiro familiar, pra você ter certeza que vai conseguir chegar no seu destino você precisa saber se seu “carro financeiro” tem condições de fazer essa viagem.

Ou seja, como está o comportamento das suas receitas e dos seus gastos.

Só assim você vai conseguir saber se vai ter que fazer uma manutenção (economizar) antes de viajar ou não.

Pra isso, você precisa ter uma boa organização financeira e estar por dentro do comportamento do seu dinheiro.

Saber quanto tá entrando mensalmente, quanto tá saindo e o que tá sobrando.

Se você não sabe como fazer isso, dá uma olha nesse link.


2) Façam um fundo de emergência

Tem uma parte no começo do filme “Up – Altas Aventuras” que o Sr. Fredricksen e sua esposa, Ellie, querem realizar o sonho de visitar o “Paraíso das Cachoeiras”.

Pra isso, eles começam a guardar moedas dentro de uma jarra de vidro.

Porém, quando um pneu do carro estoura, eles pegam esse dinheiro guardado pra comprar outro pneu.

Depois, quando o Sr. Fredricksen quebra uma perna, usam novamente o dinheiro da jarra.

E o mesmo acontece quando uma tempestade estraga parte do telhado da casa.

Assim, o sonho vai ficando pra depois porque não existe na vida deles um fundo de emergência que permita cobrir gastos inesperados sem ter que tirar dinheiro dos objetivos da família.

Portanto, se você não quer ser como o casal do filme, então crie seu fundo de emergência.

Coloque nele pelo menos 3 vezes o custo de vida mensal da sua família.

Ou seja, se precisam de R$ 5.000,00 pra viver o mês de vocês, então tenha no seu fundo pelo menos R$ 15.000,00 guardado.

Vá guardando e busque juntar 6 meses do custo de vida da família.

Como é um dinheiro emergencial, deixe ele numa aplicação que seja fácil de sacar e que esteja rapidamente disponível na sua conta.

Minhas sugestões são: Tesouro Selic ou Fundo DI.


3) Criem objetivos comuns da família

Aqui está um segredo que todo curso de noivos deveria ensinar…

Mostrar aos casais como criar objetivos comuns, tendo o diálogo como sua principal ferramenta.

É só por meio da conversa que um casal consegue entender as aspirações individuais de cada um e definir objetivos e sonhos que façam sentido pras duas partes.

Isso significa que vocês não podem mais ter sonhos individuais?

Não! Só significa que vocês entendem que agora são uma família e precisam pensar nos sonhos dela.

Como uma empresa…

Que tem sócios com objetivos pessoais diferentes, mas que precisam olhar pra empresa com união, definindo os objetivos particulares dela pra que consigam fazer o negócio prosperar.

Se não fizerem isso, e cada um puxar pra um lado, é apenas questão de tempo pra decretarem falência (da empresa ou do casamento).

Caso você queira um guia incrível pra te ajudar a criar objetivos realmente alcançáveis é só clicar aqui e baixe o material gratuito “Formulando objetivos incríveis”.


4) Escolham os investimentos certos pros seus objetivos

Como diz o blog.rico: “Sempre que você quiser guardar dinheiro, esqueça a conta corrente e a poupança. Opte por ativos mais rentáveis e tão seguros quanto, a fim de aplicar o seu dinheiro sempre de acordo com os seus objetivos financeiros.”

Pensando nisso, é fundamental que você adeque seus investimentos de acordo com o prazo pra realização dos seus objetivos.

Pra aqueles de curto e médio prazo, que você pretende realizar em até 5 anos, opte por aplicações com alta liquidez, ou seja, você pede o resgate hoje e em até 10 dias o dinheiro está na sua conta.

Como sugestão, opte por uma das seguintes opções (se quiser, pode usar cada opção pra um objetivo diferente):

  • Tesouro Selic (se quiser, tenho um post que te ensino como investir com pouco dinheiro; é só clicar aqui);
  • Fundo DI (se quiser saber o que são, clique aqui);
  • CDBs que paguem mais de 108% do CDI;
  • LCIs e LCAs que paguem 100% do CDI ou mais.

Já pros objetivos de longo prazo, que você pretende concluir em mais de 5 anos, você pode optar por uma distribuição dos seus investimentos como a que eu menciono nesse post.

Siga essas estratégias e faça o dinheiro trabalhar à seu favor pra te ajudar na conquista dos seus sonhos.


5) Visitem o planejamento financeiro familiar frequentemente

Aqui em casa, por exemplo, nós “visitamos” nosso planejamento financeiro mensalmente, sempre quando vamos fechar o mês que passou.

Atualizamos nossos investimentos e verificamos o quanto conseguimos nos aproximar dos nossos sonhos.

Minha sugestão é que você faça o mesmo…

E sempre que realizar algo que está na lista, troque por outro objetivo.

Assim, você vai fazendo com que sua vida familiar seja realmente como você quer que seja.

E vai tirando de letra as maiores preocupações que as pessoas têm em relação ao futuro financeiro da família, que são:

  1. Ter dinheiro para oferecer estudos de qualidade para os filhos;
  2. Ter dinheiro suficiente para garantir saúde, alimentação e segurança para a família;
  3. Ter dinheiro para comprar uma casa maior e dar mais conforto à família.

O que pode “impedir” seu planejamento financeiro familiar

Caso você esteja completamente perdido na sua vida financeira, sem qualquer controle do seu dinheiro e vendo sua conta ficar no vermelho (quase) todos os meses, então pode ser difícil se planejar.

O foco acaba ficando apenas em descobrir como sair dessa situação, como evitar as dívidas, que até paramos de conseguir raciocinar direito.

Entramos numa espiral negativa que só nos joga pra baixo.

Só aumenta nosso stress e nossa ansiedade pra conseguir sair logo daquela situação.

E aí, num caso como esse, como fazer um planejamento financeiro familiar se nem existe sobra de dinheiro (existe “falta”)?

Por mais estranho e difícil que pareça, quando estamos sem saída o melhor que temos a fazer é parar tudo e olhar toda a situação de fora.

Como se você estivesse sentado num cinema olhando sua vida na tela.

Veja o filme dos seus últimos dias ou meses e perceba: o que está fazendo você ter resultados financeiros ruins?

É a falta de controle dos seus gastos ou a falta de renda?

A solução é diferente pra cada situação.

Se você não sabe no que gasta seu dinheiro, talvez o problema esteja aí.

Pra resolver você só precisa saber como.

E é exatamente isso que eu te mostro em detalhes no ebook “Organização Financeira“.

Pra adquirir ele é só clicar aqui.

Agora, se for falta de renda, você pode ler meus posts que já escrevi sobre como fazer dinheiro extra.

Leia eles clicando nos link:

É fundamental que você esqueça, pelo menos por um momento, a situação que se encontra e comece a fazer algo diferente.

Sei que é difícil, por isso peça ajuda de quem está próximo.

Só assim você vai conseguir mudar sua realidade e realizar seus sonhos.


Conclusão

Se você quer garantir que você e sua família realizem todos os sonhos que possuem, é fundamental que façam um planejamento financeiro familiar.

Isso vai garantir que assuntos financeiros deixem de gerar brigas em seu relacionamento e, ainda, que todos vocês se esforcem em conjunto, como um time, pra fazer com que tudo aconteça.

É como um cabo de guerra: cada um pode puxar pra um lado e, assim, a família não sai do lugar; ou vocês podem puxar todos do mesmo lado, potencializando a força que têm e conquistando tudo aquilo que querem.

Pra isso, é só seguir os 5 passos que detalhei ao longo do post, que são:

  1. Tenham uma boa organização financeira;
  2. Façam um fundo de emergência;
  3. Criem objetivos comuns da família;
  4. Escolham os investimentos certos pros seus objetivos;
  5. Visitem o planejamento financeiro familiar frequentemente.

É só seguir essa receita e acreditar que tudo é possível de ser atingido.

Mesmo que você ainda não saiba como, tenha claro o que você quer e crie o plano pra isso.

Afinal, no mundo há dinheiro mais que suficiente pra todos nós realizarmos nossos sonhos

Então, só precisamos fazer ele passar por nossas mãos.

Se esse post agregou alguma coisa na sua vida, então entre pra nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

É só deixar seu e-mail aqui abaixo.

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Agora me conte, qual seu maior desafio pra criar o planejamento financeiro da sua família? Deixe sua resposta aqui abaixo nos comentários e compartilhe o que mais quiser.

0 0 vote
Article Rating